sábado, 19 de dezembro de 2015

Dança


esguias    mãos
segredam aos ventos        movimento

escorrem rios
até
pequenos baixios

enterram macias areias
e
soltam com elas

perfis esguios
 
acesa energia
gutural metade
do corpo parado
no movimento intacto

Inez Andrade Paes in Da Estrada Vermelha, 2015, p 61

Sem comentários:

Publicar um comentário