segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

 

O meu anjo de metal, estava hoje virado de cabeça para baixo, não sei como conseguiu dormir toda a noite assim. Arranjei-o confortavelmente logo que o vi e ouvi gemendo da posição. Creio ter sido propositada esta posição, desenvolvendo um melhor pensamento. A reflexão exacta para que a generalidade dos grandes sonhos ficassem pequenos, (assim como as crises são pensadas na cabeça dos economistas) as costuras a rebentar com o conteúdo quase à mostra e em volta a sobrevivência.
 
Raríssima forma de dormir dos anjos.
Urgência no desenvolvimento da harmonia humana.
 
Este meu anjo de metal dorme agora, não quer acender a gambiarra de Natal, com a qual se predispôs a andar todo o ano, ilumina o mundo com o pensamento, brilhante, capaz de mudar tudo, abraça os animais ao nível do humano, porque eles sim, são capazes de dar a razão da sobrevivência dos homens.

Estejam atentos aos vossos anjos, sentados nos vossos ombros. Eles dizem-vos mais do que a capacidade do que se diz humano.

Inez Andrade Paes


4 comentários:

  1. http://contosdefadasnaodereis.blogspot.pt/2009/12/desapareceu-vestido-de-malmequeres.html

    ResponderEliminar
  2. Estive a ler e a ver não só esta postagem mas uma parte de seu blog,e gostei, dou-lhe os parabéns pelo blog por seu trabalho e obrigado por partilhar.
    Ficarei muito feliz se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais,
    decerto que vou seguir também o seu blog.
    Deixo as minhas cordiais saudações, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderEliminar
  3. Grata pela visita.
    Desejo-lhe felicidades

    ResponderEliminar
  4. Estive a ler e a ver não só esta postagem mas uma parte de seu blog,e gostei, dou-lhe os parabéns pelo blog por seu trabalho e obrigado por partilhar.
    Ficarei muito feliz se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais,
    decerto que vou seguir também o seu blog.
    Deixo as minhas cordiais saudações, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderEliminar