sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

FORMIGA

formica


de ontem
pensei nas madrugadas das musicas da noite quando o pão chegava com o cacimbo

de hoje
o pão é de véspera sem o croustillant quebrado no golpe do meio do papo

de ontem
as grandes formigas carregavam ligeiras as maiores migalhas

de hoje
aquelas pequeninas entram nas migalhas duas e três
e movimentam-nas sem patas no chão

de dois continentes figuras castanhas de tamanhos diferentes
com sabor a formica na língua ferrada entre cristais de açucar

Inez Andrade Paes

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

MANCHETES - 13 de Janeiro de 2010



-MAIORES SISMOS
-REBENTAMENTOS DE CONDUTAS
-DERROCADAS

Alarmes vários e as grandes buscas de petróleo no Mar e em Terra continuam a furar tudo até ao âmago.
Quem vai colar o Planeta?

Inez Andrade Paes

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

PASSARINHO DA CHUVA

Parus major juvenil


tudo chora
as árvores
as paredes
as penas dos pássaros

o gato é uma estátua molhada na eira do vizinho
magro
na eira

com a vassoura da última varridela

o sol não quer vir ter connosco
as ancas fortes e robustas das nuvens
empurram a claridade
os cirros lá mais ao alto
são vidraças geladas

a chuva pára
o passarinho da chuva canta
mais chuva vem anunciada

tudo chora à volta

na eira
o gato
de barriga limpa para se manter quente
o cabo da vassoura entorta

o choro das Rolas-turcas anuncia a ida do Falcão-peregrino

à volta do limite tudo chora


Inez Andrade Paes